31 de out de 2012

thais e suas neuras.


eu sou uma pessoa neurótica.

de verdade. tenho medos.
muitos medos.

medos irracionais.

tipo, do vento. já falei dele. medo mor.
quando venta, sou capaz de me encolher e chorar.

ou chuvas fortes. ou raios. ou os trovões.
ou de dirigir.
ou de deixar a porta destrancada.

por exemplo, a gente mora em uma casa onde o fundo da casa dá para uma reserva. e sempre tem gente andando, passeando ou mesmo o pessoal da prefeitura limpando, cortando grama, e tal. quem passa por lá consegue ver a gente. e a gente consegue ver eles fazendo o que quer que estejam fazendo.
e ouvir a conversa. e tudo o mais.
eu sempre fico neurótica, fecho a porta do deck, tranco e fico olhando.
eu imagino vividamente alguém pulando a cerca, entrando aqui, eu fugindo com as crianças, a lemon não obedecendo...... virge.

outro exemplo: quando eu vou dirigir. eu vejo o carro capotando, eu viva, as crianças sangrando, eu não conseguindo pegar o celular pra pedir socorro. eu sinto o cheiro da gasolina.
eu imagino o carro caindo do barranco, ou como eu faria pra tirar as crianças do carro......

ou quando o bhuda vai trabalhar dirigindo e eu sei que ele dormiu pouco. eu ouço o telefone tocar, a pessoa falando que ele está no hospital.

ou quando o telefone toca. medo mor! de ser uma notícia ruim, de não conseguir entender porque as crianças estão gritando.

eu desligo a tomada do fogão quando vou sair porque eu imagino eu voltando pra casa, os bombeiros, a polícia, a casa pegando fogo e a lemon dentro.

eu vejo uma criança de bicicleta ou correndo na rua, eu vejo a criança caindo bem na frente do meu carro.

ou quando eu vejo que esqueci uma janela aberta e fico com medo de ter alguém dentro de casa.

tem coisas, por exemplo, sair uma hora mais cedo de casa, pra ir bem devagar, buscar as crianças.
fechar e trancar as portas e janelas.
ficar sempre de olho.

mas eu vivo tensa. um horror.
preciso de terapia, acho.....t

6 comentários:

Anônimo disse...

Praticamente irmãs gêmeas :(
Simone, de Botucatu

Mari disse...

Terapia todo mundo precisa, de um modo ou de outro. Rsrsrs.
É o que eu digo, cada um tem seus medos, suas fobias, seus podres e neuras. Só a bailarina que não tem.
(Falo sempre isso quando vem alguém -super bem intencionado- cutucar minha fobia de pombos. Deixa eu com minhas esquisitices que vc com certeza tem as suas! Rsrsrs).

luamorzinha disse...

Também acho que vc precisa de terapia... hahahahahahahahahaha

Anônimo disse...

Sócia

eu tenho isso quando uso drogas. serio. obviamente nao é seu caso, mas sei como é um pesadelo. te cuida, viver assim é um inferno.

bjos

raquel

ju m disse...

!!!!! sabe o que eu vou fazer? te mandar um floral! depois te mando e-mail pra entender todas as neuras e mando fazer! vai tomar 4 gotas duzentas vezes ao dia! rs

Anônimo disse...

meu deus, vc me descreveu, quando da chuva de vento eu corro pro banheiro com a minha filha e fico encolhida tentando não chorar pra não traumatizar ela. E o pior é que meu marido não me entende, de vez em quando passa esses pensamentos de notícias ruins, não atendo telefone depois das 22, temos que enfrentar nossos medos, mas e muito difícil. Helena. ES