27 de dez de 2010

ao que passou, ao que vem e ao que continua.

ao invés de colocar as metas para o ano que vem (que eu nunca consigo cumprir) ou fazer uma retrospectiva, esse ano vou fazer diferente.

vou usar esse meu (provavelmente) último post do ano de 2010 (cara, ainda nem acredito que estamos em 2010. eu ainda escrevo 2009 em vários lugares.... como vou passar pra 2011?) para agradecer, me desculpar, reclamar e só falar sobre o ano que está para acabar, sem querer nem tentar escrever tudo, não esquecer, colocar as coisas importantes, as coisas mais legais, nada disso.

para começar, um obrigada bem grande para os meus pais, que aguentaram a gente por 2 longos anos. muitas e muitas vezes eu quis bater em vocês dois e fugir de casa, mas como eu não teria para onde ir, hauhauahauhau, eu fiquei. ok, vocês sabem mais que ninguém que eu sou preguiçosa, mesmo e eu prefiro me fingir de morta do que mover uma palha.
obrigada obrigada obrigada. agora, mesmo que vocês nunca venham me visitar, pelo menos eu sei que as crianças vão lembrar de vocês (das coisas boas e das ruins). eles criaram um laço com vocês que eu espero, nunca se desfaça. eu bem sei a importância dos avós na vida de uma criança.
desculpa por toda a bagunça, por todos os sacrifícios, todo o nervoso que a gente fez vocês passarem. mas eu acho que valeu a pena ter ido.

obrigada a raquel, a rosana e a perola, que confiaram em mim. e desculpas mil às três por ter largado as três no meio do caminho.

obrigada às mães do youchien, à enchou sensei, à keiko sensei, à emiko sensei.

obrigada ao bruno e à tatiana por terem me mandado as raras, mas ainda assim, fotos do meu lindo e amado sobrinho querido, meu primeiro filho, hauhau. e obrigada ao igor, coisa liiiiiiiinda da tia, por ter ficado ouvindo besteiras no msn até tarde da noite.

obrigada à lu, pelas fotos e vídeos do meu afilhado lindo que eu ainda hei de amassar, beijar, afofar e babar.

obrigada à bia, minha querida, que tanto ouve meus lamentos e minhas babaquices, por ter me deixado ver e ouvir as duas princesinhas mais maluquinhas da minha vida.

obrigada a vó, que mesmo com a perna dolorida, foi comprar docinhos pras crianças.

obrigada ao bozó, doido, que trouxe tudo, hauhauahuahau e ainda cozinhou por mim vários dias.

obrigada pra todo mundo que mandou presentes, e-mails, cartões (virtuais ou não), lembranças, pensamentos.

obrigada pra todo mundo que participou da minha vida nesse ano. e a todo mundo que participou da vida das crianças.

espero espero espero que todos vocês, pessoas amadas, continuem a lembrar de nós, hauahuahauah, assim como nós nos lembramos de todos vocês.
-----------------------------------------------

desculpas a todo mundo que eu esqueci: o aniversário, de responder, de tudo. porque eu sou cabeça de vento, mesmo. cansei de tentar lembrar. agora vivo com anotações em tudo quanto é canto, mas eu ainda esqueço, mesmo assim. até esqueço de anotar. se anoto, leio, esqueço de fazer quando chego ao lugar.

-----------------------------------------------

esse ano eu quis ter estado do brasil, pela primeira vez desde que eu saí.
eu quis estar mais perto da minha família. me acabei de pensar nos bebês lindos que eu nunca peguei no colo e que, logo, vão estar saindo sozinhos. também morro de saudades da minha avó e do meu avô. queria estar mais por perto.
também da família saito, por tudo o que eles tiveram que passar nesse ano.

-----------------------------------------------

eu tomei diet shake, minha gente, hauhauahua. funcionou, mas eu já engordei tudim de novo.
minha permanente foi embora, sem nem dizer nada. um cocô.
minha pele também está um cocô.
descobri vários cabelos brancos na minha cabeça (devidamente arrancados).
e umas ruguinhas leves em volta dos olhos.
isso quer dizer que esse ano foi mei ruim pra minha auto estima, mas, neam.... já foi.

-----------------------------------------------

a coisa que eu mais odiava no japão era a falta de orgânicos e de coisas menos nocivas. aqui na nz tem de tudo e eu estou a-m-a-n-d-o e me acabando.
não dá pra tudo, mas a gente tenta.

-----------------------------------------------

foi um ano cheio de coisas novas, como o pta, que eu detestei, mas que foi super bom. não quero fazer de novo, mas valeu tanto, porque me abriu tantas portas no japão! conheci tanta coisa que eu não imaginava....

-----------------------------------------------

também foi um ano cheio de mudanças bruscas. isso quase nunca é bom, mas.... espero que seja.

-----------------------------------------------

eu bati o carro. feio. huhu.
depois vivia tomando businada porque eu parava em todos os cruzamentos, hauhauahuahaua.

-----------------------------------------------

desabrochei meu lado mulherzinha fútil, mas eu consumo conscientemente, hehehehe. tem como?

-----------------------------------------------

abri mão do meu lado verde para viver em paz. agora está é difícil retomar, viu?

-----------------------------------------------

tivemos que montar uma casa e, ouch, doeu.

-----------------------------------------------

descobri que meus sutiã é de um tamanho completamente infeliz e impossível de encontrar. mas pelo menos descobri o tamanho.

------------------------------------------------

quase não conversei com as pessoas amadas que não mantêm blogs. mas não esqueci de ninguém, apesar de ter esquecido alguns aniversários no meio do caminho.

------------------------------------------------

de-ci-di como vou terminar minha tatuagem das costas. mas não con-to.
e quem sabe não vale abrir o bico. ôxi.

------------------------------------------------

completei 11 anos junto com o bhuda. huhuhu. quem diria, hã?
tudo bem que uns 2 a gente passou separado, hauahauhauahuahauhaua.

brincadeeeeeira, homi. já até vi a cara feia. urgh, eu hein.

------------------------------------------------

vivi praticamente metade do ano na frente do computador. sério.
espero usar muito, muito menos nesse ano que vem. eu hein.

------------------------------------------------

e acho que é isso. agora vou dormir que estou cansadona.

aliás, vou tomar banho, ainda. huhuhhuhuhuhuhu

-----------------------------------------------

feliz ano nooooooovooooo!!!!

8 comentários:

Simone disse...

feliz ano novo para vocês! bjs

Alicia e Joana disse...

E eu chorei e estou chorando,merda.Quando eu parar - não posso perder outro note por causa de liquidos no teclado - eu volto e comento direito.
amo vc,minha japa.

Rosana Oshiro disse...

que desculpa que nada... =P
eu fiz a metade do que vc fez tbem e tenho quase que os mesmos sentimentos...
acho que vou dar um ctrl+c e ctrl+v la no meu blog...
beijo e feliz 2011 pra vcs!

Tati Tamie disse...

Menina, você passou 2 anos no Japão?? Caraca!! Parece que vc ficou só uns meses!! Como o tempo voa!!

Acho que é da família ser perdido no tempo! hauahauahuah! Eu nunca sei se uma coisa aconteceu ontem, semana passada, ano passado ou em 1900... AHuahauhauahau

luamorzinha disse...

tá, eu sei q mandei poucas fotos dos bebes, principalmente da Pérola. mas acho q esse ano vai ser mais tranquilo. ACHO... hehehehe
no ano novo vou tirar fotos e te mando a foto pra vc ver o vestido liiiiiiiiiiiindo da Pérola e o pentelhinho do seu afilhado. hhuahuahuahaua
beijo e feliz ano novo pra vcs 5!

Mári disse...

Feliz ano novo! Eu admiro a sinceridade com que você fala de você mesma, não é todo mundo que faz isso.
Que seja um grande recomeço aí nessas terras distantes, mais distantes ainda do que o Japão!
Um grande abraço!

Marli Pacheco disse...

Concordo com a Meire em em tudo o que ela disse sobre vc.
Feliz Ano Novo, que a NZ seja tudo de bom pra vcs 5, esta mudança não é um recomeço e sim mais um acrécimo de vida e experiencia que vcs estão acrecentando e como isso é bom, viajar, conhecer lugares diferentes, culturas diversas, pessoas,idiomas, etc....
Que vcs sejam muito felizes neste ano que se inicia.
O meu amor e o meu carinho, sempre!!!!!!

mãe disse...

Thais, nós é que agradecemos muito por esses dois anos que pudemos passar juntos e que, feliz ou infelizmente, sobrou para nós somente as boas lembranças(as ruins eu nem lembro) e a imensa saudade de vcs. Muitas vezes choramos ao encontrar alguma coisa esquecida de vcs e então vou guardando como se isso fosse diminuir a solidão que sentimos.
Sinto falta dos nossos finais de semana qdo batiamos perna o dia todo, do João chorando, do Zé indo dormir no nosso quarto e da Mel brincando comigo de restaurante.
Sinto falta do Bhuda me zoando o tempo todo e sinto muita, mas muita falta principalmente de vc que foi minha companheira inseparável, minha confidente e ao mesmo tempo minha bebezinha.
Vc sabe que a única coisa que me importa realmente é a felicidade das minhas meninas e da família maravilhosa que vcs duas construiram.

Amo vcs!

bjs e obrigada pelo post.