2 de abr de 2009

Mãe e bebê, juntos ou separados?

Ai, sabem, antes da Melissa nascer, eu sempre imaginei que eu teria uma parte da minha vida que não incluísse filhos. Sempre achei que mãe e filhos devem estar juntos na hora de dormir, dar boa noite, sair nos finais de semana, mas que durante a semana, a mãe seria simplesmente mulher.

Como essa ideia é cultuada, não?

E é tão errada!!!

Durante a gravidez, mãe e filho são um só ser, unido fisicamente. Mesmo que o bebê tenha DNA diferente, ele precisa passar boa parte do tempo dentro da mãe para sobreviver. Certo? Então todo mundo trata a grávida bem.
Daí nasce, corta o cordão e acabou? C'est finite?

Gente, claro que não!!!!! A mãe é tudo o que o bebê conhece. A mãe é a fonte do alimento. É a fonte do aconchego. É a lembrança do útero. É a mãe! Não tem como dizer que tendo fralda, roupa, plano de saúde e leite o bebê vai ficar bem sozinho, porque não é verdade!! Que me desculpem os homens, mas eles ( vocês ) nunca vão saber a intensidade da ligação entre uma mãe e o seu bebê. Especialmente quando ele é pequenininho.

Então, quando se diz que não vai faltar nada para o bebê, pense e repense. Nada, mesmo? A gente dá condições da mãe ser mãe? A gente ajuda, suporta, conforta? Porque isso é tudo o que a gente pode fazer para o bebê, queridos. Se a mãe está bem, o bebê está. E incluo aqui as que jogam seus filhos no rio, enterram e tals. Porque elas não estavam bem. Se estivessem, eu aposto meu fígado, elas não o teriam feito.

E aqui, que me desculpem as mães que saíram para trabalhar por qualquer motivo (e eu admiro vocês), mas mãe é mãe. Mãe e bebê são duas partes que podem funcionar separadamente, mas que funcionam 500% melhor quando estão juntos.
E mãe não é avó, não é babá, não é tia da escolinha, tia, prima, irmã, vizinha. Por mais que elas façam parte da vida do bebê, que amem, que cuidem, elas não são mãe. E esse mundo está mais precisado de mães do que de qualquer outra coisa.

12 comentários:

Mamãe Larissa disse...

"E esse mundo está mais precisado de mães do que de qualquer outra coisa."

Concordo e nem tenho mais o que dizer!!!!

Beijos!!!

Tata disse...

clap, clap, clap!! :-)

Fabiana disse...

Adorei! E assino embaixo. Beijos!

Viviane disse...

Tha, eu acho que o que vc escreveu é a verdade das verdades...mas o mundo moderno distorce isso, a necessidade de se ter mais, ser mais, dar mais bens materiais...e com isso as relações humanas froam para o saco tristemente...mas eu, acho que o mundo está perdido por conta disso, uma tristeza

Sandra Goraieb disse...

Falou e disse.
Muitas vezes me peguei pensando se era eu que exagerava. Coisa de quem foi mãe tarde e quase perdeu a filha.
Às vezes tenho medo de errar, de sufocar, de cobrar demais. Às vezes tenho medo de ser condescendente demais... A gente não é perfeita, mesmo sendo mãe.
Pena, porque mãe era para ser mesmo super.

Viviane disse...

escrevi de novo sobre isso lá no blog...

Rosana Oshiro disse...

PQP!!!
Era isso que eu precisa ler hoje!
Obrigada!
m(_ _)m

beijo

Maíra disse...

É, eu concordo. Ai, eu queria MUITO poder me dedicar tempo integral aos meus futuros filhos, viu? Infelizmente não vou poder, mas vou tentar trabalhar o mínimo possível, mesmo ganhando menos, para ficar com eles.

Beijos

Aika disse...

Lindo,Tha!!!Muito lindo mesmo!!Espero de coracao poder supror todas as necessidades do meu filho!!
Beijo!
Kelly.

Poesia do Bem disse...

concordo plenamente com vc mãe é tudo! e ninguém por mais amor que tenha pela criança poderá substituí-la.Adorei! Ah! sabia que lendo a Crscer de ums meses pasados, tenho a mania de ler e reler as que já li, te vi no primeiras palavras ,a dorei a fralda de pano, bjsssssssssssssssssssssss

Simone disse...

tá bom, vai...tá desculpada! risos...
brincadeira! vc não tem que pedir desculpa. Quem não gosta, clica no "x", já diria a Bia.
É SEU! SEU!

bjs

Anônimo disse...

Já conheces A Terra dos Sonhos, uma loja onde pode encontrar artigos variados
com preços de sonho.
www.terradossonhos.net