28 de jun de 2005

Planos pro futuro

Estava conversando com o Bhuda, voltando de Guarulhos, sobre o que eu quero fazer - como profissão - quando as crianças crescerem.
Eu quero fazer muita coisa. Mas não sei de nada.
Quero fazer um curso de desenho e de pintura com lápis de cor. Um sonho antiiiiiiiiiiiigo....... Quero muito. E, pra trabalhar, fazer ilustração de livro infantil. Ponto positivo: poder trabalhar de casa, em modo freela. Ponto negativo: não faço a mínima idéia de como funciona, nem se é difícil arrumar emprego nessa área, se dá pra ser freela. Hehehhehe. Nem sei uma base de $$.
Quero fazer um curso de fotografia. E ser fotógrafa. Tirar foto de criança, bebê, família, grávidas... Do jeito que eu queria que tirassem pra mim. Eu adoro fotografia. Aliás, quem não gosta? Ponto positivo: não vou ter que bater ponto. Vou poder ficar em casa, saindo só pra tirar as fotos. Ponto negativo: lidar muito com pessoas. Não sou muito boa nisso. E acho que o dinheiro é muito pouco.
Queria fazer o curso de Obstetrícia da USP, porque eu me envolvi demaaaais com o assunto parto. Queria me aprofundar mais, poder fazer alguma coisa relacionada a isso. Ponto positivo: poder argumentar com obstetras antiquados e bestas conhecidos de igual pra igual. E poder trabalhar ajudando as mulheres no momento mais mágico da vida delas. Poder ajudar no processo da humanização, que está tão mal interpretado hoje em dia. Ponto negativo: ter que estar disponível o tempo todo.
Queria ser médica. Mesmo. Pediatra. E homeopata. Ponto positivo: não depender de pediatra pra cuidar dos meus filhos. E poder ser a pediatra que eu pedi a Deus. Hehehhehehe. Ponto negativo: precisa de muita dedicação. Eu ia ter que viver a vida de estudante, mesmo. E ia demoraaaar pra eu começar a trabalhar, mesmo.

Sei lá o que eu faço...

3 comentários:

Bhuda disse...

thá, como já lhe disse estou aqui para te ajudar nos momentos de escolha e apoiar em todas as suas decisões...

tchamu...

menina dos cabelos amarelos disse...

querida, você ainda tem muuuito tempo pra pensar nisso, afinal, é só um plano pra quando as crianças crescerem, certo? hum... quer dizer, eu já acho ótimo você se questionar sobre o que seria melhor.... aí vai fazendo as coisas acontecerem com mais calma. e, também, quem foi que te disse que você NÃO pode fazer tudo isso aí? em etapas diferente, mas pode! beijos

Anônimo disse...

Thá: fotos compartilho com v....AMO...inclusive escrever sobre as mesmas...lagal...partos,tive o mesmo sonho, mas não dou pra coisa a engrenagem é muito dura contra a gente e eu uma boba sentimental que ia chorar muito nos fracassos e nos gritos que eu ia tomar...risos...que não seriam poucos, não tenho sangue frio não, e não quero envelhecer pensando nisso, desenho, acho o máximo, v. deve ser habilidosa pacas, eu não sou, sou uma negação...
V. vai se sair bem nos três com o seu jeitinho!
AH1 lidar com pessoas, eu também já fui assim, quando teu filho entra na escola v. muda a perspectiva...sério...isso me fez crescer horrores...morria de medo de ter que lidar com os problemas inter pessoais...mas putz! me dei bem!!!
v. também consegue, é uma questão de treino e madura v. já é....
bjs
*Sô*