20 de jun de 2015

comida boa x comida ruim

quando a gente estava em orlando, a gente viveu os 10 dias lá + os dias da viagem + alguns dias antes e alguns dias depois de tranqueira.
batata frita, refrigerante, sorvete nesblergh, hambúrger da pior qualidade, etc etc etc.

and yet, a gente não ficou nem um pouco doente.
claro, nariz entupiu na viagem, mas nada demais. melhorou rapidinho.

daí voltamos à nossa rotina de comidas "saudáveis" e pumba, caímos todos doentes. não todos juntos, mas um, e o outro, e o outro. é resfriado, gripe, alergias sem fim. até agora. quase um mês depois.

isso me fez pensar no quanto será que essa coisa de comida saudável e comida porcaria é real.

claro que há milhares de outros fatores envolvidos:
em orlando a gente fez MUITO exercício. MUITO. eram 10~15 horas por dia de pé.
era MUITO sol. haja vitamina d.
a gente estava muito feliz, tudo era legal, tudo era novidade.
tomamos MUITA água. gente, era água pra caraaaaaaaio.

chegando em casa, bom….
acabou o sol.
exercício mínimo.
triste que acabou o passeio, que a tathi e o josieudes não estão mais com a gente.

------------------------

marido foi criado à base de comida porcaria. eu cresci à base de coca cola e sorvete.
hoje, eu como de quase tudo, uma comida balanceada, feita em casa, orgânica, bla bla bla. tirando o chocolate - de boa qualidade - diário, minha dieta é exemplar. marido come a mesma comida, mas sempre toma refrigerante, come porcariazinhas, etc. e quando ele come, ele come. mas ele não fica doente. eu fico. sempre.

o j, que é o filho que come menos variedade da casa, que, se deixar, vive de arroz e luz, é o que não fica doente.

------------------------

sei lá, ando pensando se vale tanto a pena me preocupar tanto, passar tanto tempo fazendo molho de tomate do zero, pagando hiper caro pela manteiga boa, ir até a putaquepariu pra comprar leite direto da fazenda e passar o dia (o marido) fazendo queijo, etc.

-------------------------

enfim, vamos tentando descobrir o que faz cada um melhor….

2 comentários:

luamorzinha disse...

eu acho que porcarias de vez em quando se fazem necessárias. hahahahahahaha! pra mente ficar saudável...
mas as conseqüências de SÓ comer porcarias é a longo prazo, não?
vcs que tem alimentação boa dificilmente vão ter problemas, né. aqui em casa, nosso maior desafio é diminuir mais os industrializados e embutidos. tá certo que diminuímos carne vermelha depois que o Batata virou vegetariano, comemos mais legumes e verduras e homemade food. mas ainda estamos longe do ideal. eu costumo ter crise de abstinência de carne e comida porcaria delivery se fico mais de uma semana sem... uhuhuhuhu
tudo em excesso e forçado deve fazer mal, né? eu não forço as crianças a comerem nada, mas faço experimentar antes de dizer se gostam ou não. e que seja o mesmo ingrediente base, se preparo de um jeito diferente, também faço experimentar. hahahahahahhaa! mas também deixo comer mc donalds, comer chocolate, etc.
e fora que é um conjunto. o clichê de sempre: exercícios físicos + alimentação balanceada são o ideal, mas não todos os dias, o ano inteiro, né? só se for por prazer. :oP

vó Meire disse...

A vó disse que ia trabalhar na plantação e comia arroz com aquela carne salgada, todos os dias. Hj ela não pode comer nada salgado, nada gorduroso e vive tomando remédios pro fígado. Acho que o ideal seria não abusar desde novo...