1 de mar de 2013

tá incomodado/a? coloca o paninho na cara.

me desculpe quem acha o contrário, mas eu acho que roupa é questão de gosto.
e gosto, como dizia alguém que não me lembro quem era, é que nem c*: cada um tem o seu.

não acho que um shorts curto demais seja curto demais pra todo mundo. eu não uso porque eu não quero mostrar minhas estrias. mas acho que quem quer mostrar, que mostre. se eu achar feio, simplesmente não vou olhar mais.
o olho é meu e eu olho pra onde eu quiser. a bunda é da pessoa e ela mostra pra quem ela quiser.

do mesmo jeito, eu amamento aonde eu quiser. eu levanto a blusa, tiro o peito e amamento. é direito meu e da minha filha. ponto. olhe quem quer, goste quem quer. não gostou, coloca o paninho na cara, fecha os olhos, olha pra outro lugar. olhou pra mim e fez cara feia? sorrio e aceno.

acredito que qualquer um deva usar o que te faz sentir bem, porque agradar a todos é simplesmente impossível (e eu, ui, não quero).

minhas filhas vão usar a roupa que quiserem. eu vou usar a roupa que eu quiser. meus meninos vão usar a roupa que quiserem. e ai de quem quiser falar alguma coisa. porque escolher a roupa é direito nosso.

e também acho que, se a escola acha ruim, que estipule uniforme. enquanto não, então fiquem quietos. eles dizem no manual de pais que não pode: ombro e/ou barriga de fora, roupa preta, logotipos, personagens de filmes/desenhos, cabelo tingido. o resto faz parte da liberdade e de cada um.

eu acredito que se o shorts faz o professor se sentir desconfortável, o problema é 100% dele. ele deveria estar dando aula em escola de meninos. ou não dar aula nunca. ou colocar um paninho na cara.

----------------------------

no japão, eu tentava amamentar nos lugares indicados, de um jeito discreto. porque a cultura é outra.
aqui ou no brasil, vir falar de bom senso é piada. desculpe, mas é.
tem tantas culturas, tantas pessoas diferentes que não tem como. se for pra agradar a todos, então teríamos que andar de burca. porque, sim, a gente incomoda mostrando os pés, os ombros, sei lá mais o quê.
do meu corpo, cuido eu. cada um na sua.
respeito, sempre.

Um comentário:

Maíra disse...

Assino embaixo.