23 de mai de 2011

respondendo parte ll

meus pais estão no japão, vivendo bem. eles gostam de lá, as coisas estão meio perigosas, mas ainda preferem ficar por lá.
-----------------
eu não tenho máquina de costura. sou pobre e eu tenho certeza de que, no momento em que eu comprar, eu nunca mais vou costurar. tudo na mão.
-----------------
ju, faço uma coruja pra você. hehehehhehe. só que só entrego pessoalmente. ou você vem, ou espera eu ir. quem sabe ano que vem?
-----------------
a nz é linda, mesmo. de todos os lugares que eu vi, o único lugar que não é tão lindo é auckland. ho ho ho.
e sim, tem as estações bem definidas, apesar de não ser nada extremo. o verão não é muito quente e o inverno, diz, não é muito frio. mas porra, eu tô no outono e morta de frio, cara.
-----------------
sukiyaki é assim: pega todas as verduras e legumes que você tem e corta em tamanho legal, pra que tudo cozinhe junto. Por exemplo, a cenoura em tiras finas e o repolho bem largão. tb corte bem fininho pedaços de carne (o original é com carne de vaca. mas pode ser de porco, sei lá. inventa. se for vegetariano, pula isso. deixa de lado.
pega um pote, põe água morna, cogumelos secos e konbu e deixa.
numa panela bem grande (larga e funda), de preferência em um fogãozinho à mesa ou em uma panela elétrica, coloca manteiga. quando derreter, junta a carne. quando a carne começar a pegar cor, joga açúcar por cima. a gosto. mas pouco, ok? não vai entupir de açúcar. se não comer açúcar, pode pular tb. quando o açúcar derreter, coloca shoyu e mirin, na mesma medida. aí junta a água dos cogumelos. sempre assim: uma medida de shoyu, uma medida de mirin e 4 medidas de água. se não gostar de cogumelo, pode ser caldo de alguma coisa. caseiro, plis.
daí junta todas as coisas na panela e espera cozinhar fechado. pronto.
----------------
gyoza é simples, mas chatinho: carne de porco moída, nirá (parece cebolinha, mas é mais fina e mais durinha) e alho bem picados. mistura tudo muito bem, com as mãos. tempera com um pouco (muito pouco) de shoyu. a massa é vendida em lojas japonesas/chinesas. aí pega a massa, coloca uma colherzinha de recheio e fecha. fechar é meio chatinho, mas é igual pastel. passa água na borda e depois fecha. esquenta uma frigideira bem quente, põe um pouco de óleo. coloca os gyozas meio separados um do outro. frita até pegar cor, sem virar. coloca água até cobrir metade do gyoza e tampa. espera a água secar e pronto.
pra comer, mistura um pouco de shoyu, óleo de gergelim torrado e, se quiser, la-yu (um óleo de pimenta vermelha, muito delícia) e um pouco de vinagre/limão. molha o gyoza e come.
---------------
eu sou a mulher-maravilha. não tem jeito. ho ho ho.

Um comentário:

Maíra disse...

Eu adoro gyoza, tem um restaurante vegetariano oriental que eu e a Paula vamos muito aqui em BH que sempre tem gyoza de legumes, é uma delícia! Porém eu morro de preguiça só de pensar em fazer essas coisas, haha, odeio cozinhar.

A receita do sukiyaki tbm parece ótima, deu vontade, vou anotar aqui, de repente eu animo de fazer.

Bjs