27 de mar de 2009

A carta.....

A gente foi ontem no DETRAN japonês. Chegamos lá 12:30 e o atendimento para estrangeiros começava à 1:00.
Ficamos esperando. Mas tivemos que deixar todo mundo que estava lá para prestar a prova escrita passar na nossa frente.

1:15, a mocinha chamou a gente. Entregamos os documentos e ela falou algo como:
- Tá, e aí? Querem o que com isso?
Imaginem minha vontade nessa hora. Mas eu só fiz cara de bunda e falei que a gente queria trocar a carta.

Mas óbvio que não é tão simples. Ela falou que a gente precisava agendar. E ficou olhando para a minha cara. E 2 minutos depois, perguntou se a gente queria agendar já. Óbvio. Só para o dia 17. Mas afinal, agendar o quê? Uma entrevista. Uh, lindo.

E entregou 3 folhas para mim e 3 folhas para o Bhuda. Uma com dados pessoais, tipo nome, endereço, tals. Outro com perguntas como "Que dia fez o exame psicotécnico?", "Quantas perguntas tinham no exame escrito?", "Qual o endereço da auto-escola?", "Qual o endereço da clínica onde fez o exame de visão? Qual foi a data?".
Alô? Faz tipo.... 7 anos que eu tirei a carta. Como é que eu vou lembrar disso??
Fora a tradução. hauahauahua, perguntas tipo "Fez quando de quando a quando?". "nome do intérprete" com alternativas sim ou não. hauahauhauahaua.
hauahuahauahuuaa

Gr. Mas sabe o que é isso? É estrangeiro que vem para cá, tira carta e só faz cagada. Daí eles começam a dificultar o máximo possível. blergh.

4 comentários:

Rosana Oshiro disse...

nossa, aqu inão teve nada disso...
fia, pra facilitar é só levar o jimijyo, eles veem q voces tem 3 filhos e dão a carta pra vcs mais facil...
aqui demorou 2 meses...huahuahuahuauhauha
(essa é a facilidade!)
quem não tem filho, demora 6, 8 meses...
um horror!

beijo

Morrocoy disse...

E a atendente esperando se iam QUERER agendar... huahuahua aaah que horror. 'Não, só queria saber mesmo. Por curiosidade.'
Huhauahaua
Beijo

Simone disse...

então volta lá com seus filhos e pegue mais uns 2 emprestados, risos...bjs

Ah, obrigada pela informação sobre o talco.

Tati disse...

Vc vê... Depois falam mal das repartições públicas brasileiras,,,, hiihih