4 de dez de 2007

o casamento, parte final

eu PRECISO contar toda a saga.
é longo, eu aviso. hauauahauhau

eis o que houve.
no dia anterior, bhuda trabalhou de casa pra dar tempo da gente fazer tudo o que tinha pra fazer. muito sossegados, fomos cortar os cabelos das crianças. cortamos, voltamos pra casa. ele viu mais umas coisas do serviço e fomos ao shopping.
fui fazer a unha com o joão e o bhuda foi trocar os dvds na blockbuster com a mel e o zé. ele voltou, esperou terminar, pagamos e fomos comer. bhuda ficou uns 20 minutos na fila do restaurante japonês pra pegar a nossa comida e eu fiquei guardando mesa com as crianças (estava LOTADOOOOOO). ele veio pra mesa com o refri e a comanda pra esperar a comida ficar pronta. aí resolveu ficar mais perto do restaurante. de repente, o homi volta correndo pulando pelo meio das mesas, cadeiras, bandejas e pessoas jantando. chega, se apóia na mesa e solta:
- o vestido!

e saiu correndo pra loja da costureira. huahauhaua. meia hora depois, ele volta desesperado, mal humorado e suado:
- tava fechado.
claro, eram 10:30 da noite.

comemos com a melissa perguntando do vestido.
ligamos pros padrinhos avisando que a hora de encontro seria adiada por 30 minutos por motivos de força maior. hauhauhauahua

então, acordo cedo, muito cedo. pelo menos, pra mim. 7:00 da manhã, thais lá, raspando a perna (porque, claro, esqueci de comprar cera) e tentando fazer escova no cabelo pintado. até que vejo uma bola vermelha, tipo mira de laser de arma (só que bem maior) no meu cabelo. vou procurar da onde vem. adivinhou? do secador. metade estava vermelho brasa. hauhauahauhauaa.... fingi que não era nada. até que soltou faíscas. respirei fundo e continuei fingindo que não era nada. até que entrei no meu modo "e se" e pensei: "e se queima meu cabelo? e se explode? e se solta uma faísca e cai dentro do meu olho?". resolvi desistir da escova (meio cabelo escovado, meio sem nada. mas ninguém percebeu, de tão bem feita que estava a escova). isso tudo com o zé no colo.
9:00, bhuda chega, pega o zé e eu vou me arrumar. coloco uma calça jeans, uma blusinha e uma blusa de frio. depois bhuda trocou de roupa, trocamos as crianças e fomos.
chegamos no shopping 9:40, mas.... ele só abre às 10:00. ficamos no carro, esperando o portào abrir. entramos e gui e ju já estavam lá! bhuda correu, foi pegar a roupa. trocou de roupa lá no provador da costureira, mesmo. eu? hua hua hua... troquei de roupa no carro mesmo. andando, mesmo. lindo. pegamos o art no posto de gasolina e fomos.
chegamos no cartório e a mi e a thelma já estavam lá. tatiana e bruno chegaram quando a gente estava atravessando a rua.
uma hora na fila, com salto e o vestido comprido demais (eu pisando na barra), joão gritando com sono, melissa brincando com o igor e o zé dormindo no colo.
entramos na salinha do juiz. sentei, bhuda sentou. o juiz falou alguma coisa que eu não entendi. hauahuahauahau. e continuou falando e eu não entendendo. o joão comendo salgadinho de um lado, mel falando que quer fazer cocô do outro e o igor brincando de carrinho na mesa do juiz. o véio devia ter uns 450 anos, huahauahuaha..... mas leu tudo sem óculos. meu nome, inclusive. ele perguntou alguma coisa, bhuda respondeu sim. aí perguntou de novo e olhou pra mim. "sim sim".
hauhauahauahua
deu a caneta prateada pro bhuda assinar. pegou a caneta de volta, olhou pra minha cara e puxou a caneta. me deu uma de propaganda. hauahuahauahauahua.
assinamos e fomos embora.
na escada da saída, eu dei as mãos pro juca e estávamos descendo. tropecei no vestido. quase caí, derrubei o joão que caiu em cima da mel. hauhauhauahuahuaahuahauahaua ai ai boliche humano. foi lindo. zé que teve sorte, que foi no colo da ju.

saímos do cartório e fomos pra casa, buscar as comidas. pegamos e fomos pra casa do cido.
logo joguei os sapatos pra debaixo da mesa e fui embora descalça. hau hau hau,,, ai eu sou foda.
aí comemos, brincamos, rimos.
adorei todo mundo que foi. adorei os presentes (menos o gary, que aiiii, que medo).
as crianças lindas correndo pela casa, todo mundo rindo feliz, o bem casado delicioso e a minha berinjela. ai ai ai....

obrigada a todos os que foram e ajudaram a fazer do dia, um dia muito legal.

PS: esquecemos de cortar a gravata e jogar o buquê. desencanem que a gente esquece, mesmo. huahuahuahaua

6 comentários:

Viviane disse...

hahahhaaa..esse tinha que ser o seu casamento! Felicidades mil, você é muito especial e desejo, quem sabe, mais um pequenito daqui uns aninhos...hahahaha

Rosana Araujo disse...

Com certeza esse tinha que ser seu casamento mesmo Thais!!!!
Engrosso o coro da Viviane:
MUITAS FELICIDADES E MAIS UM BEBE DAKI UNS ANOS!!!
HEHEHE

menina dos cabelos amarelos disse...

aaaaha, como eu queria ter uma filmadora quando o bhuda abriu a janela e berrou "esquecemos as roupas"! hahahahahahahahaha! vocês são sensacionais, ninguém mais no mundo teria um casamento assim, tão atrapalhado e tão bacana ao mesmo tempo. seu vestido é um absurdo de lindo e você deveria usá-lo mais vezes. o bem casado e a berinjela estavam um escândalo. agora, esquecer do buquê? e agora, dona thais? faço o que da minha vida? e a gravaaaaata pra garantir a lua-de-mel? tsc, tsc... ;) parabéns, queridoca! tava tudo uma delícia! adorei! beijos!

lulu disse...

hahahahaha, dei várias risadas.

felicidades (mais) pra vcs. agora é oficial e qualquer coisa que vcs precisem fazer fica mais simples (ou mais difícil, depende do ponto de vista. heh!).

estamos esperando vcs. e eu, agora desempregada de novo (grrrrrrr! ódio mortal...), posso sair de guia turística.

ah, falou na TV que no resto da semana vai esfriar. mas o esfriar deles significa que não teremos mais picos de trinta e tantos graus todos os dias. será?
sorte suas pq o calor aqui tá fodástico! haha

ana b. disse...

ô, thais, o dia deve ter sido lindo!
parabéns, viu? tudo de super-bom pra vcs!!!!
e tb torço pra mais um pimpolho, desta vez "oficial".. rs
bjs

Regina disse...

Parabéns Thais e Budha!!! Vcs formam uma família muito linda!
bjs