12 de mai de 2006

Ação Parto do Princípio!

Rede de mulheres faz ação pública pelo parto normal em seis capitais no Dia das Mães

No mês em que se comemora o Dia das Mães e a Semana Mundial de Respeito ao Nascimento, a rede Parto do Princípio, que reúne 200 ativistas em 13 estados brasileiros, vai às ruas para homenagear as mães brasileiras e incentivar uma nova forma de gestar, parir e nascer.

A ação coordenada acontece no sábado, dia 13 de maio, em São Paulo (Parque Ibirapuera – das 14:30 às 17 hs), Rio de Janeiro (Parque dos Patins – das 11 às 14 hs), Recife (Parque da Jaqueira – das 15:30) e Porto Alegre (Parque da Redenção – das 11 às 13 hs).

Em Salvador o evento ocorrerá no final da passarela que liga a Rodoviária com o Shopping Iguatemi, ocorrendo em frente à entrada do mesmo, das 12:00 hs as 13:30 hs, marcando, também, o lançamento do Núcleo Salvador do Parto do Princípio, que atenderá pelo telefone (71) 3334-5346. O evento terá a participação da Dep. Estadual Lidice da Mata.

As ativistas estarão vestidas com a camiseta da Parto do Princípio e vão dar um presente para as mulheres em homenagem ao Dia das Mães. Haverá também a distribuição de panfletos de incentivo ao parto normal ativo e protesto contra o uso indiscriminado da cesariana no Brasil.

A ação também divulgará o novo site da rede (www.partodoprincipio.com.br), que restréia esta semana totalmente reformulado: novo layout, novos artigos (que exploram a fundo a questão da dor do parto), novas seções (notícias, relatos de partos, entre outras) e uma entrevista exclusiva com Renata Dias Gomes, neta de dois gênios da dramaturgia brasileira, Janete Clair e Dias Gomes. Ela fala sobre seu parto natural hospitalar, seu ativismo pró-parto-normal e a vida como roteirista de telenovelas.

O novo site está lançando ainda a Campanha pelo Fim da Taxa do Acompanhante nas Maternidades Particulares, que pretende levar um abaixo-assinado ao Congresso Nacional, pedindo que a Lei do Acompanhante (recém-aprovada para o SUS, garantindo a presença acompanhante no momento do parto) passe a valer também para os hospitais privados, sem custos para a gestante.

A ação pública e o novo site representam a participação ‘antecipada’ da Parto do Princípio na Semana Mundial de Respeito ao Nascimento, promovida pela ONG francesa AFAR (www.smar.info), que acontece de 15 e 21 de maio, em diversos países da Europa e na Argentina. O objetivo geral do movimento é protestar contra o uso excessivo de intervenções médicas no momento do nascimento, os desnecessários protocolos hospitalares e a industrialização do processo de nascimento.

Ficha Técnica

SÃO PAULO

Local: Parque do Ibirapuera – Praça do Porquinho – portão 6.
Horário: das 14:30 às 17 hs
Atrações: Cris Balzano promoverá um alongamento ou yoga para gestantes no parque.

RIO DE JANEIRO

Local: Parque dos Patins - Lagoa.
Horário: de 11:00 às 14:00
Atrações: Apresentação de dança de um grupo de gestantes da Casa de Parto de Realengo.

RECIFE

Local: Parque da Jaqueira
Horário: de 15:30 às 17:00

PORTO ALEGRE

Local: Parque da Redenção
Horário: de 11:00 às 13:00
Atrações: estarão o dia todo no parque da Redenção com uma barraquinha juntamente com a Rehuna.

SALVADOR

Local: Em frente ao Shopping Iguatemi, final da passarela entre a Rodoviária e o Shopping
Horário: de 12:00 às 13:30

Informações Complementares

Desde seu lançamento, em 8 de março, Dia da Mulher, a Parto do Princípio – Mulheres em Rede pela Maternidade Ativa, vem tendo repercussão muito positiva tanto na mídia quanto na sociedade civil. Durante a semana de estréia do site, por exemplo, foram dadas mais de 20 entrevistas para a mídia, o site recebeu mais de 2 mil acessos e o movimento conquistou 50 novas filiações.

“Nosso objetivo é oferecer ‘apoio de mulher para mulher’ para quem está grávida ou planeja ficar”, diz Ingrid Lotfi, uma das idealizadoras do movimento formado por uma rede virtual de mulheres brasileiras, que trabalham diariamente pela internet na divulgação dos benefícios do parto normal ativo.

O próximo passo é registrar o movimento como ONG, o que deve acontecer ainda este ano para que a Parto do Princípio possa ampliar seu papel enquanto canal de informação e apoio às gestantes que desejam ter um parto normal ativo, mas enfrentam os inúmeros obstáculos no sistema obstétrico brasileiro, que registra altas taxas de cesariana (27% na rede pública e 80% na rede particular de saúde).

O movimento prevê ainda uma série de ações de alcance local e nacional. Conheça algumas delas:

- Promover encontros presenciais gratuitos de apoio e discussão sobre gravidez, parto e pós-parto em todas as cidades onde exista uma representante da rede.

- Articular o envio de críticas e reclamações para veículos de comunicação que divulgarem informações equivocadas sobre gravidez e parto.

- Conquistar espaço na mídia para divulgar informação de qualidade sobre gravidez e parto, sempre alinhadas com as recomendações da Organização Mundial de Saúde.

- Produzir uma cartilha para divulgação dos benefícios do parto normal ativo.

- Oferecer material de divulgação e realizar palestras com informação de qualidade em comunidades locais (igrejas, empresas, escolas, etc).

- Representar a “voz das mulheres” em eventos científicos e sociais de saúde da mulher, saúde infantil e saúde reprodutiva (congressos, conferências médicas, feiras).

Um comentário:

Renata disse...

Minha linda, obrigada pela divulgação! Vc vai estar no Ibira amanhã? bjoca!