2 de set de 2005

E a dor do dente.

Nossa, como doeu, aquele dentinho.
Foi uma facada.
Sou exagerada? Sim. Mas doeu. E ainda dói, toda vez que ela ri pra mim. Toda vez que ela abre a boca.
Aquele dentinho, assim como tudo que constrói a Melissa e o João, é minha responsabilidade. Se aconteceu, foi por uma falha. Minha.
Porque eu sou bagunceira. Eu sou preguiçosa. E eu deixo ela bagunçar, mesmo. Porque eu sei como é chato ficar arrumando tudo.
Agora eu já entendi. Melhor chato que machucado.
O pior é saber que, naquele sorriso cheio de dentes, vai sempre faltar o pedacinho.

E... cadê o pedaço do dente?? Ela engoliu. Provavelmente.
Ai, que dor....

Um comentário:

Bhuda disse...

moreco... filha de peixe.. heheeh
tem a quem puxar... mas fica tranquila, ela tah lindinha de dentinho quebradinho e logo vc vai esquecer..