29 de set de 2005

E a coisa tá f*da

Eu sinto falta do Bhuda.
Uma coisa muito forte. Dá vontade de ficar deitada vendo TV comendo chocolate o dia inteiro.
Mas não dá. Não. Ainda bem.
Tenho essas duas coisinhas que me exigem inteira. Ainda bem.

Mas é f*da.
Na primeira semana, eu me pegava olhando pela janela, quando dava 8:00 da noite.
Agora não faço mais isso. Ainda bem, né. Parece retardada.

Caramba. Eu preciso sair de casa. Mas sem botar óleo no carro, não dá. E cadê a m*rda do meu cartão que não chega?

A Melissa sente muita falta de sair de casa. Eu também. Mas sair a pé, aqui, não dá. Ô lugarzinho feio. E sair de ônibus com o João e a Melissa... também não. Não sou tão corajosa assim.

Até quando vamos ficar nessa?
A gente fica em casa. Vai até a padaria, no máximo. E compra o quê? Chocolate. Ou pão. Uma droga.
E aí? A gorda continua gorda.
Ah.... quero dinheiro.

6 comentários:

disse...

Thá, imagino q esteja sendo tudo muito difícil mesmo... mas vc não se esqueça q eu moro aí pertinho e q sempre q precisar eu estarei aí, É SÓ LIGAR... nos fds, a gente pode marcar algumas coisinhas pra fazer com os nenens e eu levo o Gu tb... Tá certo q em Guarulhos nem tem tantas opções assim, mas a gente procura outros lugares para ir...
Não pensa q vc tá sozinha, pq vc não está!!! Estamos todos aqui para te apoiar, no q for preciso.
Bom, já se programa aí, pq vou pensar em alguma coisa legal pra fazermos nesse fds...
E liga sempre q precisar...

Bjinhus

Bhuda disse...

ai moreco.. tah f*da mesmo... muito dificil ficar longe, muito mesmo...
fico pensando nos momentos em que estivermos juntos e tirar o máximo de proveito dos pensamentos...

tchamu..

*SÔ* disse...

Thá, isso passa, é a tal fase da "anestesia" chegando...calma calma, dê o melhor de si, que v. vai sentir orgulho de ter sobrevivido...
e ô! quando der saí logo daí e a gente se encontra em algum ponto que v. saiba chegar aqui em Sampa...
bjs
*Sô*

Diogo disse...

Thais... eh o q Lu falou... ela ta ai perto... liga pra ela sim... hehehehe... mas qto ao carro a gente dah um jeito... eh soh falar... e fds a gente ve alguma coisa sim... se preocupa naum...

Bjos..

Re disse...

Thá, eu sei que é difícil, e como é, sei muito bem... mas tenta ficar o mais tranquila possível que, quando vc vir, os quatro meses já passaram! Se precisar de alguma coisa, não esquece, escreve, liga, manda sinalzinho de fumaça... bjoca!

viviane ribeiro disse...

Essa parte de não sair de casa tá parecendo comigo, e olha que meu marido tá aqui! Se eu pelo menos tivesse carteira . . .
Mas no final de semana a gente sempre sai um pouquinho.

Beijos
Viviane Ribeiro