6 de ago de 2005

Saudades...

Eu sinto.
Muitas.

Da minha vó, que cuidava de mim. Da salada que ela temperava, das histórias que ela contava, do jeito que ela levava e buscava a gente na escola.
Do meu vô, que conversei pela primeira vez quando já sabia falar japonês, com uns 11, 12 anos. Ele ia até a biblioteca todos os dias, só pra pegar papel pra eu desenhar, porque ele queria que a gente tivesse sempre mais. De ver o velho fazendo ioga no chão do quarto, de ouvir ele rezando de tarde.
Do meu pai, que é chato pra chuchu. Mas que é meu pai. E está longe. Das discussões longas que a gente tinha depois do jantar, do pão francês que ele fazia pra gente pro café da manhã no Japão.
Da Mayra, minha prima. A gente era grudada, mas depois que fui pro Japão, a gente ficou diferente demais.... das brincadeiras, das brigas, de escrever nas paredes do apartamento da vó e depois levar bronca e ficar pintando o apartamento, das confidências trocadas, dos sonhos conversados, das risadas dadas.
Do tio Kiyoshi, que apesar de tudo sempre cuidou da gente.
Das viagens pra praia que a gente fazia todo final de semana. Das quedas da rede. Dos quindins.
Da coalhada do tio Bi.
Dos teatros que a gente fazia nos finais de semana na casa da minha avó Thereza, onde os adultos jogavam baralho e as crianças brincavam. De ir comprar doce no bar da esquina. Da privada verde. Do barulho da risada até de madrugada.
Do Milton. Das coisas que ele ensinava. Do Dewick, cachorro dele. Das brincadeiras dele. Das faixas de jodô dele, que viravam de tudo nas nossas mãos.
Do sorvete do Japão. De brincar na neve.
Do ginásio, das amizades que eu fiz, das pessoas que eu conheci nessa época e que já se foram. Pra longe ou pra sempre. Dos jogos de vôlei, do futebol na rua da minha casa, das sessões de foto das 5P, das festas, de dormir na casa da Lu, de Caraguá. Que saudades da profa. Kátia...
Do colégio. Das meninas que eu conheci. Da primeira vez que me apaixonei. Do William.
Do CNA, que durou muito mais do que poderia. Das aulas da Radica. Da Gaby, que já deve estar se formando.
Do Objetivo. Das aulas não assistidas. Da Mari, da Camila, da Jamilla. De ficar lá fora jogando baralho com o Felipe e com o Bhuda.
Do Anglo, que foi quando eu estudei pela primeira vez. Da Gaby. De novo.
Da faculdade. Dos amigos, principalmente. De ir pro shopping e ficar papeando ao invés de assistir aula. De ir ao cinema no meio da tarde. De ficar discutindo o quão besta aquele filme foi. Das conversas do almoço com a Lê. Das conversas do lado de fora da aula de anatomia com a Pira. Do palio vermelho do Lu. Do corsa vinho da Lê. Que virou palio azul. De encontrar o Bruno comendo um chocolate. Das piadas. Das muitas risadas.
De quando eu e o Bhuda íamos pro cinema. De quando a gente ia comer no Rockets. De quando a gente ia viajar sem planejar. De Fernando de Noronha. De ir acampar e ter que dormir no carro, porque a barraca alagou. Do gol preto: Charlie.
Da gravidez da Melissa. De quando ela começou a gargalhar e a gente ficou a madrugada toda chacoalhando a menina. De quando ela começou a sentar. De quando ela começou a andar.
Do parto do João. De todas as sensações fortes e gigantescas. Daquele neném na fralda P, que ainda ficava grande.

Ai ai.... e ainda tem muito mais por vir....

3 comentários:

menina dos cabelos amarelos disse...

saudades.... é bom sentir quando vem como algo doce, que só faz falta porque era bom, e não porque doía. não acha?

Camila CKP disse...

Nossa que saudade heim !!!
Thá saiba que eu tb morro de saudades do cursinho, de matar aula de inglês, de ir lá na sala dos profs pra comer bolacha e das bagunças tipo "dança do Cézinha", os apelidos dos Prófs, e até das aulas ... mas saudade maior é a de vcs !!! Lembra da ilha mathajacacar (Mari, vc, Jamila, eu e a Carla) .. nossa ... enfim ... bons tempos !!!
Thá por mais que não nos vemos com frequencia sempre dou uma passadinha por aqui e pelo bolg das crianças pra ver como vcs estão !
Beijo na gostosa da Mel, no gorduchinho do Júão e no Bhuda tb (cara e tudo começou lá heim!!!) e um beijão especial pra vc linda ..

Lê disse...

Nossa, também fiquei com saudades!!
As conversas e as aulas cabuladas que faziam o tempo passar rapidinho!!! Outros tempos, até pra mim...

Beijos!

obs: Vc conseguiu me emocionar!!!