28 de mai de 2005

Dirigir?

Eu fui tirar a minha carta, a primeira vez, com 18 anos. Mas aí eu queria fazer mais aulas e entrou aquela lei de ter que fazer o CFC e sei lá o quê. Então, eu não fiz. Não lembro porquê. E não pude fazer prova, nem nada. Beleza.
Continuei treinando com a minha mãe (na volta do colégio).
Até que, num belo dia (ops. Noite), meu pai abriu o portão. E adivinha? Eu quase atropelei o homem. De verdade. Esqueci do freio, sei lá. O homem só não morreu porque minha mãe puxou o freio de mão. Hehehe.
Aí ouvi até a morte, dele, claro.
E ele me xingava, minha mãe ria e falava que era normal, me contava alguma coisa que ela tinha feito quando estava aprendendo. Ele xingava de novo, ela falava outra coisa. E assim a noite foi.
Eu deixei a carta de lado. Deixei, mesmo.
Aí, quando minha irmã completou 18 anos (e eu estava com 20), fomos tirar a carta juntas. Acho que o trauma tinha passado.
E tiramos.
Mas, na prova, eu deixei o carro morrer 3 vezes. Na saída.
Mas eu passei, graças ao Bhuda, que pagou o quebra pra mim.

Tirei a carta, comecei a dirigir. O Bhuda operou o joelho e eu virei motorista. Dirigia pra tudo quanto era canto. Fiquei orgulhosa e tudo.
Mas nunca dirigi sozinha. Primeiro porque não tinha carro. E porque tinha medo.

Aí o Bhuda voltou a dirigir e eu parei. Ainda dirigia um pouco, mas.....

E engravidei.

Quando engravidei da Melissa, parei de vez.
Tinha medo de tudo. De tudo que pudesse me render um aborto.
Depois, não dirigia porque tinha medo de bater o carro e machucar a barriga.
Depois que a Melissa nasceu, não dirigia porque tinha medo de bater o carro com ela, ou com medo de bater a cicatriz (uuuiiii).

Enfim, nunca mais dirigi.

Eu juro pra mim, todo santo dia, que vou dirigir, mas nunca dirijo.

Ontem, esqueci os óculos num restaurante. No dia anterior estava chovendo. No outro o João estava chorão.
É incrível como eu sempre arrumo uma desculpa.

Mas eu vou começar. Esse ano.

O Bhuda vai ter que operar o joelho e eu vou virar chofer de novo.

Vou!

6 comentários:

Bhuda disse...

quero só ver hein... sair de vinhedo e ir até o bairro de pardizes... pegar estrada, marginal, fransc. matarazzo ai ai ai...
mas vc consegue e vou estar do seu lado...
bjus...

Pira disse...

Ai, ai eu tb preciso ter vergonha na cara e começar a dirigir...mas tb morro de medo!!!! E ja tirei a carta ha uns 2 anos (sem pagar), mas mesmo assim...ai, ai

Bjinhos!

Anônimo disse...

Epa! se v. vem a Sampa, vou mandaremborrachar meu caro...hahahaha
se precisar de psicologa ao volante...me habilito...to craque já em sair e ignorar o nervosismo...hahahajha

Simone disse...

Qunto vc recomeçar vai ver o quanto sua vida vai ficar mais fácil e independente. Vai até se arrepender de ter adiado. Vc consegue! Tenho certeza. Bjs

Tathi disse...

Assim que se fala Thá!!!
Quero ver, hein?

Eu sempre arranjo uma desculpa para não dirigir... Sei lá... Quem sabe quando eu tiver o meu carro? Quero mesmo dirigir...

Beijos!

menina dos cabelos amarelos disse...

vou usar a mesma frase que um dia você usou pra mim; se nós somos capazes de parir, dirigir é moleza! vai que dá, Thá! beijo!