8 de jul de 2008

Bebês sentem mais dores do que se pensava, diz estudo

Genteeeeemmmm!
Leiam essa matéria da BBC, em português e vamos rever os procedimentos que a gente aceita que tomem com os nossos bebês?

Mais uma vez, gente, tem necessidade de esfregar o bebê até tirar todo o vérnix? Tem necessidade de medir, pesar, vacinar, enfiar sonda em tudo quanto é buraco?
Eu acho que não. Teste do pezinho, ok. Desde que com a mãe junto, fazendo carinho, amamentando. O resto, senhor, mandem enfiar nos próprios buracos e deixar o bebê em paz.

Nos meus, ninguém mais encosta.

Por que, se alguém bate nos nossos filhos a gente fica puta da vida, mas esses procedimentos INÚTEIS a gente aceita numa boa? Porque são médicos? Porque precisa???? Precisa de um soco no meio da testa.

Ah. Que ódio.

4 comentários:

Sandra Goraieb disse...

E pensar que cerca uns 25 anos atrás se considerava que bebês não sentiam dor por conta do sistema nervoso imaturo. Imagine a barbaridade...

Morrocoy disse...

Bom, tem a ver com aquela idéia precária de que crianças (e principalmente bebês) são seres humanos incompletos. Sempre me perguntei o porquê daquele famoso tapa na bunda do bebezinho, coitado, acabou de nascer e já tem que berrar pra ser considerado 'saudável'? Baaaaah, ruim isso.

Maíra disse...

Eu já tinha lido essa matéria há algum tempo. Também acho ridículo esses procedimentos todos com os bebês nos hospitais. O que esse povo tem na cabeça? Se fosse neles, duvido que deixariam. Aspirar nariz e essas coisas, depente né, tem hora que é necessário, outras não... porque realmente, se o bebê aspirar líquido, putz, pneumonia na certa, aí fode tudo né? Bebê que nasce de cesárea quase sempre tem que aspirar, não tem jeito. Já os de parto normal, aí já é outra história. Se estiver chorando e respirando, não vejo razão também pra enfiar sonda no nariz e sugar. Mas ainda preciso estudar mais a respeito disso pra opinar, então.... deixo um ponto de interrogação aqui.

Fabiola disse...

Médico = diploma que autoriza tudo

tudo pode