26 de fev de 2008

Patch Adams

Assisti a entrevista que ele deu no Roda Vida, da Cultura.
Quem quiser ver, o link é aqui. Essa é a parte 1. São 10 partes ao todo: o programa inteiro.

O cara é muito inteligente, idealista, gente.
Vale a pena ver, mas ver com a mente aberta. Pra ouvir e pensar, não só ver.

Confesso, estava com preguiça de assistir. Achei o filme chaaaaaaato, não tinha interesse nenhum. A mensagem ficou na minha caixa de entrada um teeeeempão.... Só fui ver hoje porque fiquei deitada com o Zé o dia todo.

Valeu a pena.

Vale, mesmo. Ver com calma. De verdade.

3 comentários:

lulu disse...

e eu, A "antenada", nem sabia que o homem era de verdade... kkkkkkkk
eu assisti o filme e tb não gostei não...

~Maíra~ disse...

Eu amooooo esse filme, e o próprio Patch Adams, tenho até um livro... ele me incentivou muito a fazer enfermagem! rs

Thaís, respondendo a mensagem que vc deixou no meu blog... tipo, o negócio é o seguinte: eu e a Paula, há alguns anos, cogitamos a hipotese de termos filhos assim, com "inseminação caseira". Mas depois desistimos, por várias razões, e hj nem pensamos mais nisso. Tipo, primeiro que não queremos saber quem é o doador e nem que ele saiba quem nós somos... é que não queremos contato com o tal, e nem correr o risco dele querer fazer papel de pai, o que não aceitaríamos de jeito nenhum. Coisa nossa. E outra, é que não confiamos em ninguém quanto a doenças sexualmente transmissíveis. Mesmo se eu conhecesse o doador, eu faria a inseminação através de uma clínica, para ter certeza de que a saúde do doador estaria OK, sabe?
Então, de qq maneira, teremos que pagar pelos serviços de reprodução assistida. Infelizmente, ñ tem jeito, é o preço de ter nascido pra ser mãe e ser gay! rs

Mas obrigada pelo comentário e pela força, viu? E é o que vc disse mesmo, nosso corpo é perfeito, e eu tenho mta fé que serei mãe, qndo esse dia chegar, sei que as forças espirituais vão me ajudar. E, até onde eu sei, tudo em mim é normal, eu ovulo normalmente, etc, então, é confiar em Deus e bola pra frente...

Beijão!

Renata disse...

eu vi o link na materna e fiquei super a fim de ver, só tá faltando o tempo. rs.
também não gostei do filme, acabou ficando um negócio meio apelativo, né? carregaram no sentimentalismo, hehehe.
mas sempre me interessei pela personalidade do cara.
assim q der vou ver a entrevista.
bjo